Voltar

DPTC e SSP angariam novas tecnologias para a Polícia Científica.

O Instituto de Criminalística do Amazonas - IC/AM recebeu um novo sequenciador genético, o ABI 3500 (Genetic Analyzer), sendo o mais avançado aparelho desse tipo existente no mundo, semelhante ao utilizado pelo FBI, nos Estados Unidos.

O equipamento foi repassado para o Laboratório de DNA pela Secretaria Nacional de Segurança Pública - SENASP, mediante os esforços da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas - SSP/AM e do Departamento de Polícia Técnico-Científica - DPTC/AM, que juntos vem buscando fortalecer a atividade dos órgãos oficiais de perícia, para assegurar a produção da prova técnica nas investigações criminais.

Conforme foi prometido, estamos dando um avanço com o uso da tecnologia, que começa a ser usada logo nos primeiros dias de 2015. A Inteligência e a perícia técnica-científica são nossas “armas” para diminuir e reprimir o crime organizado, reduzir os índices de crimes contra a vida e a impunidade, disse o Secretário de Segurança, Dr. Sérgio Fontes.

“Essas conquistas se deram graças à autonomia adquirida com a Emenda Constitucional nº 87/2014, que subordina o DPTC/AM à Secretaria de Estado de Segurança Pública, e possibilita o contato direto dos Peritos deste DPTC com órgãos que fomentam o crescimento da Perícia Criminal, dando a oportunidade de especialistas avaliarem qual a melhor tecnologia a ser aplicada para cada tipo de exame. Continuaremos em busca de melhores condições de trabalho e o nosso próximo objetivo será a implementação de um Centro Regional de Excelência em Perícias.”, afirmou o Diretor do DPTC, Dr. Jefferson Mendes.

O equipamento é um dos mais moderno que existe no mundo e custa em torno de R$ 400.000,00, e foi enviado para alguns laboratórios de DNA do Brasil, com o intuito de dar mais celeridade ao processo de exames genéticos. 

“Atualmente, o laboratório conta com o sequenciador ABI 3130, de quatro capilares, desde a sua inauguração em junho de 2007, sendo que o mesmo já teve sua produção descontinuada. Já o ABI 3500, possui oito capilares, o que irá reduzir o tempo da última fase do exame de DNA (eletroforese), diminuindo, assim, em alguns dias a entrega de laudos”, destacou o Perito Criminal, Dr. Marcelo Neves.

Ainda de acordo com o Dr. Neves, o Laboratório também recebeu um termociclador automático utilizado na realização de técnicas de PCR, amplificação de DNA, entre outras análises, e que é capaz de amplificar até 96 amostras contidas em tubos, tiras ou microplaca.

Segundo o Diretor do DPTC/AM, Dr. Jefferson Mendes, ainda estar por vir 01 (um) Sistema de Automação para Extração de DNA, o EZ1 Advenced XL, que automatizará a extração do DNA, o que dará celeridade ao processo de investigação, sobretudo na elaboração dos laudos. 

 “Com esse equipamento será possível processar até 14 amostras ao mesmo tempo em cerca de 50 minutos e extrair DNA de mancha de sangue, pontas de cigarro, ossos e dentes, entre outros elementos que podem ser coletados em local de crime”, afirmou o Dr. Marcelo Neves.

O laboratório de DNA do Instituto de Criminalística do Amazonas - IC/AM é considerado um dos mais completos e modernos do país. Ao todo, trabalham 07 (sete) peritos neste laboratório. Na segunda semana de janeiro de 2015, eles serão treinados para utilizar o sequenciador ABI 3500.

Comentários