Voltar

DPTC, Polícia Civil e Amazonas Energia firmam convênio de cooperação para intensificar combate a furto de energia

O delegado-geral da Polícia Civil do Amazonas, Lázaro Ramos, e o diretor-presidente da Amazonas Energia, Tarcísio Rosa, firmaram na manhã desta quarta-feira (12/6), convênio de cooperação técnico-operacional que objetiva intensificar operações de combate às perdas de energia por furtos ou fraudes. A reunião de assinatura do acordo foi realizada no prédio da Delegacia Geral da Polícia Civil, na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus. 

A parceria dará maior celeridade às ações de fiscalização realizadas juntamente com a Delegacia Especializada em Combate ao Furto de Energia, Água, Gás e Serviços de Telecomunicações (DECFS) e Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), por meio do Instituto de Criminalística Lorena dos Santos Baptista (IC-LSB). Além dos representantes das instituições, participaram da assinatura do convênio o delegado titular da DECFS, Paulo Benelli, o diretor do DPTC, Lin Hung Cha, além do diretor de Clientes da Amazonas Energia, Márcio Paixão. 

“Avaliamos juridicamente de que forma poderíamos unir os esforços e conseguimos aprovar o projeto de maneira em que todos saiam aptos para desempenhar o trabalho de inspeção e atendimento, dando uma resposta positiva para o consumidor, principal afetado com o desvio de energia. Qualquer ajuste necessário será amplamente discutido entre os representantes das instituições, a fim de alinharmos os procedimentos”, declarou o delegado-geral.

O firmamento do convênio entre a Policia Civil e a concessionária de energia reforçará o combate deste crime tipificado no Código Penal Brasileiro, nos Artigos 155 e 171. Os efeitos dos “gatos” de energia são danosos para toda sociedade. De acordo com o diretor-presidente da Amazonas Energia, a parceria entre as instituições já dura há anos e resulta positivamente no trabalho executado. 

 “Queremos dar continuidade a esse trabalho em conjunto com a DECFS, viabilizando melhores ferramentas de trabalho para que possamos continuar trabalhando no combate a esse crime. Estamos combatendo esta prática ilegal de forma pulverizada, em condomínios e unidades consumidoras de todas as zonas da cidade de Manaus e também do interior”, apontou Rosa.

*Dados* - De acordo com o diretor de Clientes, Márcio Paixão, distribuidora deu o primeiro passo para aprimorar ainda mais as ações no combate ao furto de energia no Estado. Segundo ele, o Amazonas perde R$ 300 milhões/ano em impostos que deixam de ser recolhidos em razão do furto de energia elétrica. “Possuímos uma perda de energia de 44%, que prejudica investimentos e melhorias em nossa rede, trazendo um prejuízo de R$ 1,5 bilhão ao ano. Com a assinatura deste convênio, a partir de hoje, vamos aumentar as nossas fiscalizações”, afirmou.

A previsão é de que em 60 dias os veículos, servidores administrativos e todos os equipamentos técnicos sejam encaminhados à Polícia Civil e ao DPTC. “A parte da perícia é verificar a prova material das ligações clandestinas encontradas e a assinatura deste convênio reforçará nossa demanda de trabalho, o que, consequentemente, dará um andamento mais acelerado na apuração e resultado final das fraudes encontradas, o que refletirá de forma positiva ao consumidor que paga suas contas em dia”, finalizou o diretor do DPTC. 


Comentários